Ama Sc
Sistema de Busca Interno

Chega a 4,3 mil o número de pessoas afetadas pelas chuvas em SC

Os estragos causados pelas chuvas já atingem 31 municípios de Santa Catarina. O último balanço divulgado pela Defesa Civil, na madrugada desta segunda-feira (12), indica que 4.390 pessoas foram afetadas pelo mau tempo no estado.

Segundo o relatório, 925 residências foram danificadas pela chuva. No total, 592 pessoas ficaram desalojadas, 289 desabrigadas e um homem morreu atingido por descarga elétrica.

Em Ibirama, no Vale do Itajaí, um deslizamento deixou o quilômetro 114 da BR-470 interditado nos dois sentidos na noite de domingo (11). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o tráfego foi liberado por volta das 23h.

Em Canoinhas, no Norte, o rio Água Verde transbordou e alagou seis casas – 24 pessoas ficaram desalojadas. Rio Neginho teve alagamentos pontuais. Cinco residências foram afetadas e 8 pessoas ficaram desalojadas e 16 desabrigadas.

Em Três Barras, no Norte, dois bairros registraram alagamentos e atingiram 120 casas. Com isso, 440 moradores ficaram desalojados e 40 desabrigados.

Porto fechado – Desde sexta (9), o Porto de Itajaí opera com restrições, por causa da correnteza. O aumento do nível do rio Itajaí-Açu, em Blumenau, com mais de 4 metros devido à chuva, deixou a correnteza mais forte do que o normal. Por isso, como medida de segurança, os navios estão impedidos de entrar no porto.

Apenas desatracações estão sendo autorizadas. Na manhã desta segunda-feira (12), seis navios aguardam para ingressar no porto. Por enquanto, não há previsão de que funcionamento volte à normalidade.

Oeste – O município de Lebon Régis, atingido por granizo na quinta, é o mais prejudicado. De acordo com o boletim, foram 2 mil pessoas afetadas, 120 desalojados e 400 casas atingidas. Um homem morreu depois de ser atingido por um raio. O município decretou situação de emergência.

A região foi atingida principalmente na quinta e na sexta (9). Houve registro de vendaval, com destelhamentos, quedas de árvores e de energia, em Abelardo Luz, Itapiranga, Anchieta, Campo Erê, Bom Jesus do Oeste e Vargeão.

Tiveram alagamentos São Miguel do Oeste e Xanxerê. Ocorreu enxurrada em São Carlos. No total, 2.112 pessoas foram afetadas na região.

Norte – A região começou a registrar prejuízos na sexta, quando houve granizo em São Bento do Sul e Mafra. Em Porto União, teve alagamentos. Joinville registrou vendaval e Jaraguá do Sul, deslizamentos pontuais.

Além de Três Barras, em Rio Negrinho, 16 ficaram desabrigados e oito desalojados.

O Norte foi a região onde mais choveu em Santa Catarina neste domingo. O acúmulo, até 18h, foi de 44 mm em Rio Negrinho, 40 mm em Schroeder, 36 mm em Guaramirim e 31 mm em Itaiópolis e Papanduva, segundo o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden).

Serra – Já na quinta ocorreu a situação mais grave da região. Houve inundação em Lages, com o transbordamento do rio Cahrá. Foram 220 afetados e 50 casas prejudicadas. Dois abrigos foram abertos na cidades e 20 moradores foram levados para lá como forma de prevenção. Outros 32 estão desabrigados.

Campo Belo do Sul também registrou alagamentos na quinta. No sábado (10), Uribici e São Joaquim tiveram deslizamentos. Uma queda de barreira bloqueou o trânsito na SC-110 entre essas duas cidades na madrugada de sábado. A rodovia foi liberada às 16h do mesmo dia.

Da rede estadual, em 12 municípios da região serrana, as escolas não abriram na sexta-feira em função do mau tempo.

Vale do Itajaí – Houve queda de energia parcial em Timbó na quinta. Luís Alves teve o mesmo problema na sexta, além de deslizamentos.

O caso mais grave foi em Rio do Sul, que teve alagamentos no perímetro urbano no sábado. Foram 175 afetados e 30 casas atingidas. Foram abertos três abrigos e há 175 desabrigados na cidade, parte deles está abrigada de forma preventiva. Itajaí teve alagamentos pontuais neste domingo.

Grande Florianópolis e Sul – Deslizamentos foram os danos causados na Grande Florianópolis, na capital e em Anitápolis. Em Florianópolis, seis pessoas foram afetadas e um casa sofreu dano. A única cidade a registrar prejuízos no Sul foi Braço do Norte, onde também houve deslizamentos.

Fonte: Ambiente Brasil

Voltar
 Ama Sc
Downloads
AMASC - AGÊNCIA DO MEIO AMBIENTE - Todos os Direitos Reservados
Rua Leopoldo Ledra, 585, Santana e
Parque Universitário Norberto Frahm - Rua Herculano Nunes Teixeira, 105 - Bairro: Centro - Rio do Sul-SC - CEP 89160-000
Fones: (47) 3521-2324, (47) 3521-3000 e (47) 9951-3123
atendimento@amasc.com.br