Ama Sc
Sistema de Busca Interno

Brasil controlará espécies invasoras


Animais exóticos nocivos aos ecossistemas brasileiros passarão por intervenções. O Ministério do Meio Ambiente (MMA) vai elaborar Planos Nacionais de Prevenção, Controle e Monitoramento de Espécies Exóticas Invasoras como o javali-europeu (Sus scrofa), que causa prejuízos em áreas agrícolas, e o coral-sol (Tubastraea spp.), que ameaça a vida marinha no litoral do país. O objetivo é prevenir e mitigar os impactos negativos sobre a biodiversidade nativa. A previsão é que os planos sejam concluídos no final deste ano.

Um grupo de trabalho criado na segunda-feira (30/05), por Portaria assinada pelo ministro do Meio Ambiente, José Sarney Filho, atuará na questão do javali. Essa espécie invasora chegou à América do Sul no início do século 20, trazida da Europa para a Argentina e Uruguai, de onde foram transportados ilegalmente para o Brasil. Hoje, é considerada uma praga para a agricultura do país.

Lavouras - O javali é apontado como um dos responsáveis por perdas nas lavouras de milho e de soja no Sul do país. Em Campo Belo do Sul (SC), por exemplo, foi registrada a perda de 30% das safras desses grãos por conta do animal. Com o Grupo de Trabalho, serão definidos estratégias e arranjos institucionais para a elaboração e implementação do chamado Plano Javali, além de propor medidas de prevenção, controle e monitoramento do animal.

Já foram realizadas consultas a pesquisadores e especialistas em reuniões técnicas anteriores. No Grupo de Trabalho, haverá representantes do MMA, do Ibama e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Os três órgãos integram, também, o comitê permanente sobre o tema, do qual fazem parte representantes do Exército Brasileiro, da Embrapa e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Coral-sol - Formado por MMA, Ibama e ICMBio, o Grupo de Trabalho encarregado de coordenar a elaboração do Plano Nacional de Prevenção, Controle e Monitoramento do coral-sol foi criado no início de abril. O objetivo é estabelecer ações integradas de controle das duas espécies, uma originária do Oceano Pacífico e outra do Oceano Índico, que chegaram à costa brasileira incrustadas em embarcações relacionadas à exploração de petróleo, a partir de 1980.

Encontrado majoritariamente no Sudeste do País, o coral-sol se reproduz de forma rápida e ameaça a fauna nativa do litoral. A presença em águas brasileiras afeta a biodiversidade local, impactando principalmente em ambientes com recifes.

Saiba mais - Em 1996 e 1997, foram permitidas e realizadas importações de javalis puros originários da Europa e do Canadá, destinados para criadouros nos estados de São Paulo e Rio Grande do Sul. Em 1998, a importação de javalis e a abertura de novos criadouros foram proibidas pelo Ibama. A fuga ou soltura de alguns indivíduos com propósitos cinegéticos, juntamente com os cruzamentos com porcos domésticos, foram os fatores que culminaram no estabelecimento das primeiras populações asselvajadas.

Fonte: Ambiente Brasil

Voltar
 Ama Sc
Downloads
AMASC - AGÊNCIA DO MEIO AMBIENTE - Todos os Direitos Reservados
Rua Leopoldo Ledra, 585, Santana e
Parque Universitário Norberto Frahm - Rua Herculano Nunes Teixeira, 105 - Bairro: Centro - Rio do Sul-SC - CEP 89160-000
Fones: (47) 3521-2324, (47) 3521-3000 e (47) 9951-3123
atendimento@amasc.com.br